Outros textos:


- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/02/2009 a 28/02/2009
- 01/01/2009 a 31/01/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/11/2008 a 30/11/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004



Dicas do Ernesto:

- Garopaba
- O cachorro viajante
- The Girl
- Paparazzo
- Bella da Semana
- Yonkis.com
- Agonizar, o fotolog do Toro
- Zerzelim
- Ato Consciente
- Woxy, The Future of Rock n' Roll
- Ferris Bueller
- Sir William Wallace
- Flickr do Ixí
- You Tube Forassis
- The Matrix









Indique esse Blog


Contador:



Temível Hasegawa e sua incrível peregrinação

Enquanto uns dormem, outros fazem história. E as histórias são mais belas quando temos belas praias, cerveja, kamas e tchákas loiras. Nada de contos de fada, mas sim contos de bêbados. E como sempre diz nosso amigo Fel : presa !!!

Pois muito bem. Nesse último fim de semana o Maicol reagiu e fez sua peregrinação. Visitou o papai Fel e o Aquiles em Floripa e depois foi bombar de cueca na Oktoberfest em Blumenau com uns kamas. Abaixo algumas fotos de como ele foi cercado e como honrou seu posto no G7. Querem saber mais ??? Tratem diretamente com o Temível. Mas querem saber mesmo? Só sabe quem estava lá.

9 da matina enchendo a cara. Esses são mestres.

Pra isso que inventaram essas cameras digitais minusculas.

Até o Aquiles com breja na mão. Oh hell !!!

Show na Oktoberfest.

Temível e suas tchákas loiras - Parte 1

Temível e suas tchákas loiras - Parte 2

Temível e suas tchákas loiras - Parte 3

Reparem que as minas parecem felizes ao lado dele. Hehehe. Se ele deu o combo finish, aí é outra história. Nem contos de fadas, nem contos de bêbados. Talvez histórias de pescador.



- Escrito por Ernesto às 11h14
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Adios, Moskitón

Como todos sabem, o Moska (nosso fiel estagiário Forassis) está indo pra Nova Zelândia dia 26, próxima terça. Vendeu seu carro, seu computador, sua alma e seu corpo para mudar de vez para terras maoris. Mais um que noiou. Primeiro foi o Sato, depois o Glauco, em seguida o JB e o Gel. Tomara que os caras se dêem bem por lá. Mas na verdade, na verdade, acho que eles estão indo atrás do "Um Anel" em Mordor. Vai saber.

Enfim, hoje vai rolar a balada de despedida + aniversário do Moska (ele faz niver dia 24) lá no Grazie a Dio na Vila Madalena. Rua Girassol, nº 67. Bandinha de black music e amigos reunidos para apavorar a night. A banda entra às 22hs, mas a balada começa antes.

Então vamos lá galera, afinal, vamos nos livrar de vez desse inseto.



- Escrito por Ernesto às 12h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Com o blog reformado me sinto abençoado

Sempre achei que as reformas demorassem uma eternidade para acabar. Aquela sujeira, aquela ansiedade de ver tudo pronto, limpo e arrumado. Um monte de pedreiro e entulho pra lá e pra cá. Aquela barulheira infernal. Mas vejam bem: até mesmo as reformas políticas. Putz! Essas são mais demoradas ainda. E se bobear o pessoal muda, muda e não muda nada. Cada um, cada um.

Mas já deu pra vocês perceberem que a minha reforma neste blog foi bem rapidinha, né? O entulho continua o mesmo, a única diferença é que agora a nossa casa está com umas pinceladas novas. Fiz uma dedetização, passei um pano no chão, tirei o pó de cima dos armários e me sinto novo em folha para dar continuidade a nossos bizarros conteúdos blogueiros. Tentarei colocar aqui tudo o que acontece com a Forassis Gang, passar umas dicas culturais, liberar umas proibidas, relatar algumas trips e baladas, escrever merdas inúteis, causar umas tretas virtuais e tudo aquilo que vocês já conhecem. Também gostaria de contar com a colaboração de meus fiéis editores e fotógrafos convidados. (Por onde andam, bando de xaristas?). Eu estou por aqui, sempre navegando entre o mundo real e virtual, passando por ondas que nunca se repetem ... Caralho! Já passa das 2 da matina. Tô viajando abestalhado. Empolgação é foda. Vou navegar agora em meus sonhos, isso sim. Único lugar em que somente eu posso ser meu próprio capitão.

Pois a vida é assim. Temos que saber navegar na direção certa e realizar reformas a todo momento. Senão, quando você for perceber, a vida passou e tem poeira até dentro do seu butico. Abraços a todos. E nunca se esqueçam: Assis é o ser divino, aquele que abençoa todas as nossas bizarrices.

Carpe Diem.



- Escrito por Ernesto às 01h03
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Em breve.

Estamos fechados para reformas.

O blog ficará sem atualizações por um tempo pois estamos passando por reformulações de conteúdo, design e novidades para vocês. Enquanto isso, aproveitem nossos links batutas ou simplesmente fiquem no escuro, pensando, pensando, pensando ... iluminados por uma luz fraca de vela.

Em breve o brilho do onipotente Assis voltará para reinar.



- Escrito por Ernesto às 13h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Chaves de braço

O impagável game Street Chaves já virou cult entre crianças, jovens e adultos que apreciam a série humorística mexicana de maior sucesso de todos os tempos.  por Bruno Torturra Nogueira

O brasileiro Cybergamba não revela seu nome. Tem medo de complicações legais por conta de sua ocupação - criar games. Mas, mesmo com a reclusão, sua mais recente criação virou febre na internet. Trata-se de uma paródia do famoso game de luta Street Fighter. A versão terceiro-mundista criada por Cybergamba bota os personagens da série Chaves para quebrar o pau até a morte. Dona Florinda solta fogo, Chaves dá voadoras cabulosas, Seu Madruga dispara supersônicas séries de socos. Tem também a trilha brasileira do programa e a sonoplastia com os jargões manjados dos personagens. E a sangueira rola nos cenários que todo o mundo conhece: a vila do Chaves, o restaurante da Dona Florinda, a casa do Seu Madruga. A boa notícia é que Cybergamba e sua turma do Vale do Paraíba/SP já estão arquitetando uma nova versão. O gênio por trás da obra trocou uma idéia por email, com a Trip.

Por que se mantém em segredo?

Eu e minha turma, que me ajudou a fazer o jogo, não temos interesse em trabalhar nessa área de jogos. Fazemos tudo apenas por diversão e porque adoramos o Chaves. Queremos nos manter em segredo porque não sabemos se o que fizemos é ilegal.

Como foi fazer o jogo?

Começou com um sonho que eu sempre tive de fazer um game com os personagens do seriado soltando magias, dando supergolpes. Quando comecei a programação, fiz somente o Chaves. Ficou muito legal. Isso me deu força para continuar com outros personagens. os cenários são montagens que fiz utilizando episódios gravados no computador. Tive que recortar cada pedaço do personagem, tirar o fundo, rotacionar, clarear, escurecer. Foi um trabalho muito difícil. Tudo foi feito à mão.

Tem alguma versão 2.0 do Street Chaves a caminho?

Queremos fazer uma continuação do jogo. Ainda estamos pensando quais serão as modificações. Vamos mudar muita coisa para que não seja só uma versão melhorada do primeiro.

Como você se sente sendo uma celebridade oculta entre os muitos fãs de Chaves e do jogo?

Confesso que nunca imaginei que o Street Chaves faria esse sucesso. Eu pensava que o jogo só iria rodar entre o pessoal que bolou o jogo. Mas já saiu de controle e tem até programas de TV que discutem o game. Me sinto honrado em participar dessa homenagem ao Chespirito. Ele merece.

(matéria publicada na Revista Trip de agosto de 2004)



- Escrito por Wasabi às 14h59
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________